Meditação

Atualizado: 11 de mar.

Se conquistar melhor saúde, maior serenidade, controle das emoções, disciplina e capacidade de concentração for de seu interesse, comece a meditar.



A meditação foi transmitida pelas religiões ao longo da história, porém, a verdade é que essa prática não precisa estar associada à nenhuma crença. É fato que ela é uma ferramenta poderosa que permite o ser humano estar mais atento sobre a qualidade de seus pensamentos, possibilitando dessa forma, uma maior compreensão sobre si mesmo.

Meditar é exercício de atenção plena. Não significa parar de pensar, mas em focar sua atenção em algo, pode ser a respiração, um som, uma imagem. Conforme mais praticar, maiores serão os espaços vazios entre um pensamento e outro, estará menos identificado com os processos mentais e dessa forma, mais capacitado para controlá-los deixando-os irem sem se apegar a eles. Com a meditação passará a entender que você não é seus pensamentos, que não é a sua mente. Você é o observador que tem uma mente.


Existem diversas formas de meditar e acredito que você já tenha compreendido sobre sua importância, então iremos compartilhar uma delas, simples e eficaz, só precisa de você.

Vamos começar?

Escolha um lugar em que não será interrompido. Encontre uma postura que seja confortável. O importante é manter o peito aberto para que a respiração flua corretamente, a coluna esticada para o tronco ficar ereto. Manter a língua dobrada no céu da boca, favorece a respiração. Estenda a nuca e baixe ligeiramente o queixo, cuide para não dobrar o pescoço. Feche os olhos.

A respiração pode ser abdominal, respire pelo nariz, inspire e expire. Faça respirações mais profundas para relaxar. Depois, mantenha a respiração curta e suave. Quando inspirar, leve essa respiração até acima do topo da cabeça, expire trazendo de volta essa respiração para a região do coração.


Você pode fazer a postura de lótus, aquela utilizada nas fotos de meditação, ou ficar sentado. Neste caso, permaneça com as costas afastadas do encosto. Os pés firmes no chão e as mãos apoiadas nas coxas.


Use quantos apoios, almofadas ou cobertores precisar. O nosso objetivo é manter o corpo estável por mais tempo, a respiração leve e tranquila. Mas não pense que ficará confortável por muito tempo. A mente encontrará uma forma de lhe interromper informando que alguma coisa está doendo, que precisa mudar a posição, que não vai aguentar. Silencie-a e siga.


Só sinta e observe, não rotule nada, não tente explicar. Toda vez que perceber que foi levado por um pensamento, solte-o e retorne para respiração. Como qualquer técnica, requer determinação, persistência e paciência durante o seu aprendizado. Comece aumentando o tempo gradativamente, 5, 10, 15, 20 minutos…

Estamos aqui para lhe dizer, que de tudo que você possa fazer por você, a meditação é o mais importante. E saiba que, como tudo na vida, nesse caminho haverá dias mais fáceis e outros mais difíceis. Haverá aqueles que você fará qualquer outra coisa, inventará qualquer desculpa para não meditar, isso não é algo exclusivo seu. Mas a decisão de seguir tentando, será.


Os benefícios da meditação estão aquém da nossa capacidade de listá-los. Quando você tem acesso a esse conhecimento silencioso que surge do âmago do seu ser, você tem tudo que realmente importa.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo