Bochecho com óleo?! Experimente e não viva mais sem.

Atualizado: 3 de fev.

Se imaginar fazendo bochecho com óleo pode parecer estranho, causar inclusive certo desconforto. Mas isso é só até você entender o quanto essa prática simples, implementada na sua rotina, pode lhe trazer benefícios. Já nas primeiras aplicações é possível sentir a diferença.


Você já ouviu falar de Gandusha, Kavala ou Pulling? São técnicas praticadas há milênios para limpeza da cavidade bucal, que trazem resultados positivos para todo organismo, entre eles, reduzem problemas bucais, fortalecem dentes e gengiva. As vantagens desses métodos são comprovados também pela medicina alopática, sendo reconhecidas pela Associação Americana de Odontologia.


Com origem na Ayurveda, essas técnicas consistem em usar óleos vegetais prensados à frio em bochechos matinais para uma melhor limpeza do organismo. Isso acontece porque durante o sono, bactérias e toxinas liberadas pelo corpo se acumulam na boca e o óleo consegue fazer o transporte, limpando profundamente, auxiliando na desintoxicação, melhorando o sistema imunológico, circulatório, e a digestão.


Entenda a diferença entre elas:

Gandusha - em termos básicos, é o ato de colocar uma pequena quantidade de óleo na boca e comprimir com vigor entre as bochechas, até que a produção de saliva fique excessiva ou os olhos e nariz comecem a liberar secreção aquosa. Então deve-se descartar o óleo e fazer um bochecho com água morna para eliminar o excesso de óleo que ficou na boca.

Kavala ou Pulling - significa “bochechar o óleo”, é utilizado uma colher de sopa do óleo, que deve ser misturado com a saliva em movimentos contínuos, por cinco minutos, após, deve-se descartar o óleo e utilizar a água morna para retirar o excesso.

Confira 7 benefícios dessas práticas:

  1. Redução de Doenças bucais - mantém o pH da flora oral saudável, limpando toda a cavidade de micróbios e toxinas;

  2. Dentes fortes e saudáveis - removendo placas e restos de comida, a prática ajuda diretamente na conservação de dentes e gengivas;

  3. Fortalecimento da voz e mandíbulas - o bochecho com óleo força os músculos do pescoço e da mandíbula a trabalhar. Desta forma, a área se torna mais fortalecida e flexível, melhorando também a firmeza das cordas vocais;​

  4. Redução de sinusites e dores de cabeça;

  5. Melhora a percepção dos sabores - a prática refina o sabor dos alimentos e com isso purifica também o apetite;

  6. Melhora desordens auditivas;

  7. Redução de doenças oculares - tem efeito positivo nas 76 doenças oculares catalogadas pelo Ayurveda.

Mas qual óleo devo usar?

Recomenda-se óleo de gergelim. Os óleos de girassol, óleo de coco e azeite de oliva também podem ser usados. Dê preferência aos óleos prensado á frio e orgânico.


Importante:

- Não ingira o óleo que estará carregando as sujeira, bactérias e toxina.

- Cuspa o óleo no lixo para evitar entupimento da piá e contaminação da água.

- Evite fazer quando estiver com coriza.

- Nas primeiras semanas você pode sentir muito presente o gosto do óleo, mas com o passar do tempo nem irá mais perceber.